Com o inverno à porta é tempo de começar a preparar o seu carro para as condições meteorológicas mais exigentes. Frio, chuva e neve são fatores que tem necessariamente de considerar na hora de conduzir e que podem determinar a manutenção do seu veículo.

 

Regra geral, o condutor habitual é aquele que melhor conhece o funcionamento do carro, portanto, ele melhor que ninguém sabe em que condições de utilização está o veículo.

Como tal, caso verifique que o seu automóvel tem barulhos estranhos durante a condução, dificuldades em arrancar ou perda de poder de aceleração, isso pode significar que o seu carro pode não sobreviver ao próximo inverno.

É fundamental detetar todas as anomalias que o veículo apresenta e tratar delas. Se tem dúvidas, o melhor é ir diretamente a uma oficina e conversar com o seu mecânico.

Investir algum tempo e dinheiro e ter uma atitude proactiva fazer toda a diferença na hora de evitar um acidente. Neste artigo vamos dar algumas dicas sobre como cuidar do seu automóvel em especial na estação que se aproxima.

Começando pelos pneus, o cuidado deve redobrar durante o inverno já que são o único componente do automóvel que tem contacto com a estrada. São os pneus que vão ter de aguentar as variações de velocidade e mudanças de direção e por isso devem ter a aderência suficiente para circular no piso molhado e evitar a aquaplanagem. Recomendamos assim que seja verificada a pressão dos pneus com regularidade e que esta obedeça aos níveis exigidos pela marca. Se estiverem desgastados, então está na hora de os substituir por outros novos.

Comece por verificar o piso e a pressão dos pneus. Se perceber um desgaste significativo, substitua-os, para desta forma aumentar a aderência ao piso molhado e evitar aquaplaning.

Quando a circulação seja feita em caminhos rurais ou onde o inverno seja mais rigoroso, pode ser necessário equipar o seu carro com uns pneus de inverno que têm maior profundidade das ranhuras e, por conseguinte, maior aderência à estrada. Se a opção de trocar os pneus não agradar ou achar que não é tão prática, recomendamos o uso de correntes de neve.

Todos sabemos que no inverno aumenta a dificuldade na visão do condutor causada pelo frio e chuvas.

Durante o Verão, a borracha das escovas seca e com as chuvas desgasta-se, impedindo assim as escovas da sua principal função que é a de assegurar a limpeza dos vidros e, consequentemente, a visibilidade do condutor. Conduzir com escovas gastas constitui, inevitavelmente, uma ameaça na sua segurança e na segurança daqueles que transporte no seu carro.

De igual modo, nos dias em que a temperatura arrefece, é frequente encontrarmos o vidro do nosso carro embaciado. Para uma condução segura ser possível é necessário desembaciar o vidro, o que por sua vez é preciso que o desembaciador e o aquecedor esteja a funcionar corretamente. Recomendamos assim que tenha a máxima atenção a este equipamento porquanto este, tal como as escovas, vai determinar a sua visibilidade durante a condução. Com um vidro embaciado não é possível garantir uma condução eficaz e segura por muito devagar que o carro circule. A atenção deve redobrar-se em viagens de longo curso.

Por seu turno, a bateria é essencial em qualquer altura do ano já que é esta que vai permitir o funcionamento do motor, tal como qualquer elemento elétrico existente no seu veículo. Regra geral, o tempo de vida de uma bateria vai até cinco anos. De todo o modo, nas épocas mais frias deve ter em atenção a limpeza de todas as superfícies e de apertar todas as conexões para evitar as falhas.

Inverno significa frio e chuva, mas também é sinónimo de menos luz. Dias mais cinzentos e mais curtos são os que distinguem esta estação. É essencial que todas as luzes funcionem por forma a garantir a sua visibilidade enquanto condutor e a segurança daqueles que consigo viajam.
Em certas regiões do país em que o Inverno chega com força, pode ser necessário equipar o seu carro com uma espátula que o ajude a remover o gelo dos vidros. Não se esqueça, nunca usar água quente!