fbpx

Blog

Latest Industry News

Como saber se um carro tem os quilómetros adulterados

Está com ideias de trocar ou adquirir um carro? Pretende optar por um no estado mas usado mas não tem está completamente seguro da sua escolha? Tem receio que lhe vendam gato por lebre? Pois bem, todos nós já fomos uma outra ou outra vez enganados, esse é o risco do negócio, às vezes corresponde às nossas expetativas e ficamos satisfeitas, outras nem por isso.

O tema dos quilómetros adulterados é algo frequentemente falado, já teve um amigo, um familiar ou alguém conhecido que já sofreu com essa realidade já que em Portugal este é um problema mais frequente do que aquele que talvez imagine. Fonte de um dos centros de inspeção português indica que diariamente encontra mais do que um carro com o conta-quilómetros adulterado. Agora imagine o cenário multiplicado por 200 que é o número de centros de inspeção existentes em Portugal: é muito quilómetro adulterado.

Para evitar surpresas desagradáveis, vamos revelar como pode obter esta informação de forma segura e deixá-lo mais tranquilo na hora de optar por um carro usado.

Desde logo deve ter em atenção os sinais aparentes, por exemplo, o carro tem um número reduzido de quilómetros, mas o desgaste do volante, estofos e pedais é notório. Desconfie!

Para saber o número exato de quilómetros percorridos pelo carro, isto é, para confirmar se a quilometragem apontada no conta-quilómetros corresponde à realidade, pode submeter o pedido da certidão no Instituto da Mobilidade e Transportes (a seguir “IMT”). Através dessa certidão é possível, mesmo não sendo o proprietário do carro, verificar as quilometragens anotadas em cada uma de todas as inspeções obrigatórias de qualquer veículo em Portugal. O que precisa? Saber a matrícula do carro que quer comprar. O preço a pagar por tal informação é de 30 euros – com 10% de desconto se o pedido for submetido online – e ficará a saber se está a fazer a escolha certa. Com esta certidão ficamos inclusive a saber o número de reprovações na inspeção, se as houver.

Se o carro for importado, pode aceder a tal informação através de duas páginas: www.autodna.com e https://uk.vin-info.com/. O preço é substancialmente inferior – 10 (dez) euros – e só precisa de saber o VIN (Vehicle Identification Number), o número de quadro do carro que se encontra no Documento Único Automóvel. Além disso, pode ainda saber quantos proprietários ou acidentes o carro já teve e, por vezes, poderá até encontrar fotografias dos peritos da seguradora.

Pois bem, pode usar toda esta informação na compra de um carro usado, seja a um particular, seja num stand automóvel.

Contudo, cumpre salientar que os meios indicados supra (certidão do IMT e sites europeus), não garantem a 100% que os quilómetros não foram adulterados, pois que a primeira inspeção só é feita aos quatro anos, logo, nada garante que o sistema não tenha sido alterado antes disso. A melhor hipótese aqui será contactar a marca do carro e pedir a quilometragem em cada uma das revisões e sobre acidentes/avarias.

Como em todos os negócios, o risco faz parte. Contudo, o melhor conselho que podemos dar neste caso é confie na sua intuição e desconfie dos negócios demasiado bons pois estes podem trazer armadilhas junto.

Back to top