A notícia de que o preço do combustível vai aumentar já quase “não é notícia” e essa subida diária certamente que provoca grande impacto na carteira de qualquer condutor. Na verdade, existe uma consciencialização por parte de todos os que circulam na estrada, havendo uns mais outros menos, preocupados em praticar uma condução económica.

Este artigo pretende aconselhar todos aqueles que querem poupar dinheiro, mantendo uma condução segura e amiga do ambiente. Deste modo, lançamos dicas que podem ajudar na poupança do combustível, antes de iniciar a marcha e durante a marcha.

Antes de iniciar a marcha

  • A pressão dos pneus

A pressão suficiente dos pneus é aquela que é recomendada pelo fabricante e, regra geral, podemos encontrar esta informação no manual de instruções do veículo ou no interior do tampão do combustível. É uma regra básica para uma condução segura e económica e, por isso, devemos verificar a pressão dos pneus com regularidade.

 

  • Nível do óleo e do líquido de refrigeração controlados

Devemos verificar o nível do óleo e o nível do líquido de refrigeração com frequência, especialmente, em percursos de longa distância e com maior carga. Os produtos a utilizar devem ser os recomendados pelo fabricante e não devemos descuidar na manutenção desta tarefa, pois a fricção interna e o calor são antónimos de baixo consumo de combustível.

 

  • Planear o percurso

Tempo é dinheiro. Fazer o trabalho de casa ou pensar uns minutos antes de ligar o carro para visualizar o percurso que terá de fazer pode evitar muitas voltas desnecessárias e até fugir a pontos de maior trânsito. Óbvio não é?

 

  • Atestar o depósito: SIM!

Abastecer “às prestações” não só faz com que perca mais tempo como vai acabar por gastar combustível na deslocação até ao posto. Assim, prefira abastecer o depósito até ficar cheio e, no final, fechar bem a tampa para o combustível não evaporar.

 

  • Horário de abastecimento: de manhã ou à noite

Uma prática segura de abastecimento e sinónimo de poupança. A razão é simples, é nas horas mais frescas do dia que o combustível está mais denso e desta forma comprará mais gasolina por menos dinheiro. Outra boa tática é estacionar o veículo num local à sombra já que as temperaturas elevadas favorecem a evaporação do combustível.

  • O carro não é uma casa

Quantas vezes nos esquecemos de que o carro serve para nos transportar e não para servir de armazém. Existem ferramentas indispensáveis que devem andar sempre dentro do carro como o macaco, o triângulo, o colete e até um kit de primeiros socorros. Um guarda-chuva também pode ser útil quando o tempo nos prega surpresas, contudo, devemos reconsiderar o resto das coisas que transportamos. É certo que se vamos em viagem de férias haverá um aumento da carga, mas na hora de fazer a mala podemos pensar se é necessário levar tudo aquilo. A verdade é que existem carros que são autênticos armazéns e inevitavelmente o peso da carga vai influenciar o consumo do combustível: uma coisa é certa, um carro mais leve consumirá menos que um carro carregado.

Durante a marcha

  • Atenção ao pé no acelerador

Não só fará uma condução mais segura como ainda pode poupar dinheiro e andar mais relaxado. Se não está com pressa para quê encarar a personagem de piloto de rally? Quando conduz a uma velocidade superior a 100 km/h, cerca de metade da potência do motor é canalizada para combater a resistência ao vento.  Evite acelerações e travagens bruscas, promova uma condução mais confortável a si mesmo e a quem o acompanha, já que não é nada agradável viajar aos soluços. Se o seu carro está equipado com Cruise Control, então desfrute desse sistema, sobretudo nas autoestradas, já que circular em velocidade estável faz baixar o consumo de combustível e aumentar a eficiência do motor. Provado está que diminuir a velocidade poderá reduzir o consumo até 15%. Optar por uma condução defensiva é promover a segurança na estrada e evitar sanções desnecessárias.

 

  • Desligar o carro sempre que for necessário

O Start & Stop não surgiu por acaso e os carros atuais já vêm equipados com este sistema. De acordo com os especialistas, sempre que o carro estiver parado devemos desligar o motor, seja numa fila de trânsito, seja num semáforo, seja quando estamos parados à espera de alguém. Isto porque o motor vai gastar mais combustível em 10 segundos a trabalhar estando parado do que desligar e só ligar quando for necessário.

 

  • Ar condicionado: usar com moderação

Se vai fazer um trajeto curto e o calor não é tanto assim opte por abrir as janelas, deixe sair o ar quente dentro do carro porque poupar no ar condicionado é economizar no combustível. Quando o calor realmente aperta e deixa de ser confortável conduzir, então aí sim é de aproveitar o sistema.

 

  • Trocar de carro: Why not?

Se está descontente com os consumos que está a fazer mesmo tendo uma condução prudente, pode sempre considerar mudar de carro. Atualmente os motores são pensados para consumir menos combustível e há já alternativas aos combustíveis habituais, como os motores elétricos, os motores híbridos ou a gás. Com esta opção de investimento, todos ficamos a ganhar: pode adquirir um modelo mais atual, mais amigo do planeta e mais económico. No nosso stand são várias as opções para todos os gostos e preços, por isso, poupar no combustível traduz-se num investimento com retorno garantido. Consulte aqui o nosso inventário.